Home » Tópicos » Clínica Médica » Dor nas costas: sinal de problema nos rins?

Dor nas costas: sinal de problema nos rins?

⋅ Atualizado em 15/07/2021

A dor nas costas é uma das queixas mais comuns nos consultórios, afinal, quem nunca chegou ao fim do dia com aquele incômodo na região lombar? Geralmente, dor nas costas é sinal de problemas musculares, mas sim, alguns problemas renais podem se manifestar com dores nessa região.

Se os rins podem causar essas dores, como então saber quando elas indicam problemas nesses órgãos ou são simplesmente um resultado de cansaço muscular e má postura? Como essa é uma dúvida bastante comum, preparamos este artigo para tentar respondê-la.

Continue lendo para entender as características e diferenças das dores musculares e as renais. Assim saberá quando é preciso buscar ajuda médica especializada com um nefrologista para tratar os rins.

Por que a dor nas costas pode indicar problemas nos rins?

O ser humano em geral nasce com dois rins localizados cada um nas laterais das costas. Eles se posicionam logo abaixo da caixa torácica, na chamada região lombar alta. É por isso que alguns problemas renais podem causar dor nas costas, muitas vezes sendo confundida com a tensão muscular. Ou o contrário, o paciente pode ter dor de origem osteo-muscular e acredita ter um problema renal. No entanto, os dois tipos de dor têm características diferentes que permitem diferenciá-las.

A dor proveniente dos rins pode ser desencadeada quando por algum motivo os rins inflamam ou aumentam de tamanho. Esse aumento causa a distensão das estruturas ao redor desses órgãos, que são ricamente inervadas, gerando, portanto, muita dor. Isso pode ser causado, por exemplo, pela presença de cálculos renais obstrutivos, que impedem que a urina seja eliminada de forma adequada. Também por infecções nos rins, traumas e lesões nesses órgãos, além de presença de coágulos sangüíneos (trombos) em seus vasos.

Importante ressaltar que a Insuficiência Renal, ou seja, a parada de funcionamento dos rins, não costuma causar dor nas costas.

Como diferenciar a dor nas costas comum de problemas nos rins?

Como explicamos, existe diferença entre a dor nas costas comum e aquela causada por problemas renais, embora a região onde elas se manifestam seja muito parecida. Contudo, é importante ficar atento a detalhes para saber se é necessário procurar ajuda de um médico especialista. Veja a seguir como fazer essa diferenciação.

RELACIONADOS:

A dor nas costas comum

Estamos classificando como dor nas costas comum aquela causada por algum problema na musculatura, nos nervos ou na coluna. Ou seja, é a dor de causa osteomuscular.

Geralmente, a dor nas costas de origem osteomuscular se manifesta na região lombar baixa, ou seja, na porção final da coluna próxima aos quadris e glúteos. Essa dor pode ser constante, crônica, com períodos de melhora e piora. Tem intensidades variadas, podendo ser leve ou até intensa, muitas vezes impedindo o paciente de se movimentar normalmente.

Uma de suas principais características é piorar com a movimentação. Geralmente, o paciente relata que uma determinada postura, como ficar muito tempo em pé, ou quando precisa fazer algum esforço, como levantar peso, desencadeia ou piora a dor. Sendo assim, ao descansar ou ficar na posição deitada a tendência é que ela amenize. Movimentos de alongamento, calor ou massagem local também podem reduzir a dor.

A dor causada por problemas nos rins

No caso da dor causada por problemas renais, a sensação dolorosa ocorre na região lombar alta (logo abaixo da caixa torácica), acometendo apenas um dos lados do corpo ou, mais raramente, atingir os dois lados. É uma dor aguda e geralmente muito intensa, em especial quando provocada por cálculos renais obstrutivos.

Ela não é sentida no meio das costas, mas sim nas laterais. Com freqüência, a dor de origem renal irradia para a lateral do abdômen do mesmo lado. No caso dos cálculos obstrutivos, a dor pode irradiar para virilha, para região escrotal nos homens e para região vulvar, nas mulheres. Sua principal característica é a constância ininterrupta: a dor não pára e nem melhora, independente da postura ou posicionamento adotado pelo indivíduo. O controle da dor de origem renal muitas vezes depende do uso de analgésicos potentes e/ou reversão da causa.

Além disso, quando a dor é osteomuscular a pessoa pode senti-la mais superficial e, muitas vezes, ao palpar a pele ou musculatura atingida o paciente vai referir dor. Ao contrário do que acontece quando há problemas nos rins, pois a sensação de dor é mais profunda. Muitas vezes a dor de origem renal é acompanhada de outros sintomas, como:

  • náuseas;
  • vômitos;
  • fadiga;
  • tontura;
  • febre;
  • dor ao urinar;
  • necessidade constante de urinar;
  • sangue na urina;
  • redução do fluxo de urina.

Por isso, a dor nas costas pode, sim, ser causada por problemas nos rins, mas também pode ter origem em outros fatores. Daí a importância de saber diferenciar essas manifestações dolorosas, porque quando o problema é renal é fundamental procurar ajuda médica especializada o quanto antes.

SOBRE O(A) AUTOR(A)

Dra. Bernadete Maria Coelho Ferreira CRM SP 142013, possui experiência na área de Clínica Médica, no manejo de pacientes que necessitam internação hospitalar, e nefrologia. Atuando principalmente nos seguintes temas: cuidados como um todo do paciente, interligando suas múltiplas patologias.

Últimos Posts

0 comentários
× Agende sua consulta.