Logo | Chocair Médicos

Diálise peritoneal: o que é e como funciona

Atualizado em 19/10/2023
Tempo de leitura: 2 min.

A diálise peritoneal é um tipo de tratamento utilizado para pacientes com insuficiência renal crônica no seu estágio mais avançado, ou seja, quando os rins não conseguem mais manter sua função de filtrar toxinas e remover excesso de líquidos do sangue. Nesse procedimento, o peritônio, uma membrana que reveste a cavidade abdominal, é usado como um filtro natural para purificar o sangue. 

Para a realização desse tratamento, é necessário o implante de um cateter específico na cavidade abdominal, chamado cateter de Tenckhoff, através de uma pequena cirurgia. Através deste cateter, é infundido um líquido específico na cavidade abdominal ("bolsa" de diálise) que tem a capacidade de absorver toxinas do sangue e remover o excesso de líquido do organismo. Após um tempo de permanência dentro da cavidade abdominal, este líquido é removido através do mesmo cateter. 

A diálise peritoneal pode ser realizada em dois métodos principais: diálise peritoneal ambulatorial contínua (DPAC) e diálise peritoneal automatizada (DPA). Vamos entender como funciona cada um desses métodos:

Diálise Peritoneal Ambulatorial Contínua (DPAC/CAPD): Neste método, o paciente realiza a diálise manualmente, infundindo e removendo o líquido na cavidade abdominal, geralmente quatro a cinco vezes por dia. 

Diálise Peritoneal Automatizada (DPA): Neste método, a infusão e drenagem do líquido na cavidade abdominal se dá através de uma máquina, chamada de cicladora. Normalmente os pacientes se conectam a esta máquina antes de dormir e realizam a diálise no período noturno, estando livres para realizar suas atividades habituais durante o dia.

A escolha entre a DPAC e a DPA depende das condições clínicas do paciente e da orientação do seu médico nefrologista.

Ambos os métodos de diálise peritoneal são alternativas à hemodiálise, que é outra técnica de tratamento da insuficiência renal crônica, onde o sangue é filtrado por uma máquina fora do corpo e re-infundido no paciente.

Os passos envolvidos na diálise peritoneal incluem:

·         Avaliação do médico nefrologista: O paciente é avaliado para determinar se a diálise peritoneal é adequada para o seu caso específico.

·         Inserção do cateter peritoneal: Um cateter é inserido cirurgicamente na cavidade abdominal do paciente. Esse cateter será usado para infundir a solução de diálise e drenar os resíduos.

·         Treinamento: O paciente (ou um cuidador, se necessário) recebe treinamento adequado para o método escolhido (DPA X CAPD).·         Monitoramento: A equipe multidisciplinar acompanha o paciente regularmente para garantir que o procedimento esteja sendo realizado corretamente e para ajustar o tratamento conforme necessário.

SOBRE O(A) AUTOR(A)
Nós somos a Chocair, um grupo de nove médicos especializados em Clínica Médica e Nefrologia, com foco de atuação voltado ao atendimento clínico tanto em ambiente de consultório quanto em internação hospitalar.
 TAGS:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 06 / 02 / 24
Fevereiro é considerado o mês do Carnaval um período repleto de celebrações e encontros sociais
Ler Mais
 | 30 / 01 / 24
Os rins desempenham um papel vital na manutenção da saúde geral do corpo humano
Ler Mais
1 2 3 7
Receba as novidades
Inscreva-se ao lado e fique sabendo de novos conteúdos e informações úteis.
Logotipo | Chocair Médicos

Endereço

Rua Martiniano de Carvalho, 864 - conj. 501 e 502
Condomínio Edifício Vancouver Bela Vista - São Paulo/SP
CEP 01321-001

Direitos reservados Clínica Chocair 2022 – Desenvolvido por Surya Marketing Médico

map-markermagnifiercross