Logo | Chocair Médicos

Você sabia que a Insuficiência Renal pode levar à Anemia? Saiba como evitar!

Atualizado em 18/11/2021
Tempo de leitura: 6 min.

Anemia é uma das complicações causadas pela insuficiência renal. Essa doença é considerada como grave porque pode repercutir no coração, mas ela pode ser tratada e prevenida.

Voce Sabia Que A Insuficiencia Renal Pode Levar A Anemia Saiba Como Evitar Chocair Bg
Você Sabia Que A Insuficiência Renal Pode Levar À Anemia? Saiba Como Evitar! 2

Você sabia que existem diversos tipos de anemia? Há, por exemplo, a anemia ferropriva, anemia falciforme, entre outras. Essa doença apresenta causas das mais diferentes, por isso seus vários tipos. Inclusive, a insuficiência renal também pode provocar esse problema. 

A insuficiência renal prejudica o bom funcionamento dos rins e pode impactar também a relação que eles têm com a produção de glóbulos vermelhos, fazendo com que a pessoa fique anêmica. Para entender como se dá essa relação entre a doença renal e a anemia, continue lendo.

O que é a Anemia?

A anemia é uma doença que se caracteriza por uma queda na quantidade de glóbulos vermelhos no sangue. O glóbulo vermelho é uma célula muito importante por ser responsável pelo transporte de oxigênio para todos os tecidos e órgãos do nosso corpo. 

Sendo assim, quando a contagem de glóbulos vermelhos está muito baixa, todo o organismo sente os reflexos, pois ele não é oxigenado da maneira adequada. Então, surgem sintomas e prejuízos dos mais diversos. 

Os casos de anemia podem ocorrer em função de vários fatores. A anemia falciforme, por exemplo, é um tipo de doença hereditária na qual ocorre uma alteração no formato dos glóbulos vermelhos. Eles ficam curvados, parecidos com uma foice. 

Essa forma faz com que se rompam com facilidade, reduzindo sua quantidade na corrente sanguínea. No caso das pessoas que têm uma anemia falciforme muito grave, pode ser necessário até mesmo fazer um transplante de medula óssea para restabelecer a saúde.

Existe, também, a anemia megaloblástica. Ela se manifesta quando ocorre deficiência de vitamina B12 no organismo. Há ainda outros tipos de anemia, como a anemia hemolítica, que consiste em uma doença autoimune na qual os anticorpos atacam os glóbulos vermelhos. 

Pessoas que apresentam falta de ferro no organismo também podem desenvolver anemia. Além disso, a insuficiência renal é mais uma condição orgânica que pode levar à redução da quantidade de hemoglobina no sangue.

Qual a relação entre Insuficiência Renal e Anemia?

Os rins são órgãos vitais que cumprem uma série de funções em nosso organismo. Por isso, quando uma pessoa desenvolve a insuficiência renal os prejuízos podem ser sentidos em diferentes órgãos, se caracterizando como problemas sistêmicos. 

Uma das complicações decorrentes da insuficiência renal é o desenvolvimento de anemia, conforme explicamos. Isso acontece porque os rins também são responsáveis pela produção de hormônios, e um deles é a eritropoietina (EPO). 

Essa substância atua em nosso organismo produzindo os glóbulos vermelhos. Portanto, quando os rins não conseguem produzir em uma quantidade suficiente para atender as necessidades do organismo, ocorre uma redução da quantidade de glóbulos vermelhos fazendo com que a anemia se manifeste. 

Entretanto, a baixa produção de EPO não é a única relação que a insuficiência renal tem com essa doença. As anemias causadas por problemas renais também acontecem porque os glóbulos vermelhos têm mais dificuldade para sobreviver no organismo quando há uma alta concentração de ureia, problema que ocorre por causa da deficiência na filtração do sangue. 

Além disso, como dito, a anemia pode ser causada pela deficiência de ferro e de vitamina B12; isso também pode ocorrer por causa da baixa ingestão de ácido fólico. Pacientes com insuficiência renal muitas vezes têm diversas restrições alimentares e, se não houver uma suplementação para todas essas vitaminas, existe o risco de ter anemia.

Não podemos esquecer, também, que durante as sessões de hemodiálise a pessoa pode apresentar algumas perdas hemáticas e, ainda, ocorre a falta de apetite. Esses dois fatores precisam ser considerados porque são um risco para o surgimento da anemia.

Quais são as Complicações Causadas pela Anemia?

De um modo geral, os quadros de anemia provocam diversas complicações para o organismo. Um dos problemas decorrentes dessa doença é a fadiga severa, que acontece quando a anemia já está um pouco mais grave. Causa um cansaço tão intenso que impossibilita a pessoa de realizar suas tarefas diárias.

Em crianças, ocorrem problemas no crescimento e no desenvolvimento cognitivo, afetando a capacidade de aprendizagem. Há prejuízos para a linguagem, a coordenação motora, falta de atenção, maior suscetibilidade para infecções, fadiga e outros.

Tanto os quadros gerais de anemia quanto aqueles provocados pela insuficiência renal, podem causar problemas para o coração. Isso acontece porque essa doença provoca irregularidade nos batimentos cardíacos, que também podem ficar mais rápidos, ou seja, causam arritmia cardíaca.

Essa complicação se dá porque o organismo precisa de mais sangue por causa da baixa quantidade de oxigênio. Então, o coração trabalha mais e com isso leva a um aumento do músculo cardíaco, ou à insuficiência cardíaca.

Em relação à anemia associada à doença renal, pode haver hipertrofia ventricular e um risco aumentado de acidente vascular cerebral. Mas existem ainda sinais e sintomas que caracterizam a anemia em decorrência da insuficiência renal.

São condições que também afetam a saúde e o dia a dia do indivíduo. Esses sintomas de anemia são:

  • anorexia;
  • intolerância ao frio;
  • dor de cabeça;
  • letargia;
  • distúrbio do sono;
  • alterações na coagulação.

Quem faz Transplante Renal pode ter Anemia?

O transplante renal é o único tratamento que consegue recuperar as funções renais de uma pessoa com doença renal crônica. Nesse caso, como ela está recebendo um rim novo, existe a possibilidade de desenvolver a anemia no pós-transplante? 

A resposta é sim. Um paciente transplantado também pode desenvolver anemia, ainda que a cirurgia tenha sido bem-sucedida. Essa costuma ser uma complicação comum que acontece porque o novo rim pode não conseguir produzir EPO em quantidades suficientes. Além disso, o transplantado precisa tomar durante toda a sua vida medicamentos imunossupressores, e eles podem prejudicar a produção de EPO. 

Portanto, mesmo quando a pessoa recebe um rim, existe o risco de desenvolver anemia por causa do funcionamento do órgão. Entretanto, a situação é um pouco diferente, pois ele consegue realizar suas demais funções, apenas tem dificuldade para produzir o hormônio responsável pela produção dos glóbulos vermelhos.

Como a Anemia Causada pela Doença Renal é Tratada?

O tratamento das anemias não é o mesmo em todos os casos, afinal, como você viu, existem variações dessa doença de acordo com aquilo que está provocando a queda da quantidade de glóbulos vermelhos no sangue. 

No caso específico da anemia provocada pela insuficiência renal, antes, a primeira opção de tratamento era a transfusão sanguínea. Porém, esse procedimento trazia vários efeitos adversos, como sobrecarga de ferro no organismo, infecções e sensibilização imunológica. Assim, foram analisadas as alternativas terapêuticas para tratar essa condição. 

Para evitar a necessidade de fazer transfusões sanguíneas, os pacientes passaram a receber Agentes Estimuladores da Eritropoiese. Eles são administrados durante a sessão de hemodiálise ou por meio de injeções subcutâneas. Atuam aumentando ou mantendo a quantidade de hemoglobina no sangue

Também é feito o tratamento da anemia por meio da administração de ferro, o que pode ser por via endovenosa ou via oral, em forma de comprimidos. Essa medida é importante para evitar a deficiência de ferro induzida pelos agentes estimuladores.

Essa deficiência pode acontecer porque os estimuladores fazem com que o organismo produza mais glóbulos vermelhos. Com isso, há um aumento no consumo de ferro e, se não for suprida essa nova necessidade, teremos uma deficiência do mineral.

Quando o paciente está no começo do tratamento com os agentes estimuladores, deve fazer exames laboratoriais para analisar a quantidade de ferro no organismo. Esses exames são realizados conforme orientação do seu médico.

Como Evitar a Anemia Causada pela Insuficiência Renal? 

Como explicamos, a anemia decorrente da insuficiência renal é uma consequência da perda das funções dos rins. Sendo assim, o ideal, na verdade, é cuidarmos desses órgãos para que a doença renal não se instale

O acompanhamento médico das pessoas com problemas renais é fundamental para fazer o monitoramento de toda a sua saúde. No caso daqueles que já foram diagnosticados com anemia, para que ela não se agrave ou não aconteça de novo, é preciso adotar algumas medidas.

A primeira delas é manter uma dieta balanceada de acordo com aquilo que foi indicado pelos especialistas. Dessa forma, evitamos a desnutrição, uma condição orgânica que também reduz a resposta do corpo aos agentes estimuladores. Ao mesmo tempo, é preciso fazer a administração dos medicamentos seguindo à risca o que foi receitado.

Confira também, nosso vídeo sobre o tema:

É importante ressaltar que a anemia é uma complicação grave da insuficiência renal. Ela precisa de tratamento porque favorece ou agrava outros problemas de saúde; logo, é essencial fazer o acompanhamento médico para que a anemia seja diagnosticada de forma precoce e receba tratamento, evitando problemas cardíacos e garantindo mais qualidade de vida para o paciente. 

SOBRE O(A) AUTOR(A)
Dra. Luciana Nardotto CRM SP 139169, possui experiência na área de Clínica Médica, Nefrologia e é membro da Chocair Nefrologia e Clínica Médica do Hospital Alemão Oswaldo Cruz desde 2020.
Saiba Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 24 / 11 / 21
A insuficiência renal crônica é um problema silencioso que pode levar à perda completa das funções renais. Mas será que é possível obter a cura desse problema? Descubra!
Ler Mais
 | 22 / 11 / 21
O que é a incontinência urinária? Quais as causas e o tipos de tratamento? Confira mais sobre o assunto nesse post!
Ler Mais
1 2 3 25
Receba as novidades
Inscreva-se ao lado e fique sabendo de novos conteúdos e informações úteis.
Logotipo | Chocair Médicos
(11) 3287-1010
(11) 91208-7141
contato@chocairmedicos.com.br

Direitos reservados Clínica Chocair 2021 – Desenvolvido por Surya Marketing Médico