Logo | Chocair Médicos

Bacteriúria assintomática: devo tratar?

Atualizado em 03/08/2021
Tempo de leitura: 2 min.

Bacteriúria assintomática é a presença de bactéria na urina sem apresentar sintomas.
Muitas vezes, o clínico geral acaba incluindo o exame de cultura de urina no check-up ou o ginecologista pede, porém, não é preciso fazer esse exame se o paciente não sente sintomas. Isso porque são raras as situações em que um paciente com bactéria na urina precisa de tratamento.

Comumente as pessoas possuem bactérias na pele, no intestino, no nariz, na orelha, e que não causam nenhum dano para o nosso organismo. Isso é facilmente encontrado após passar um cotonete no lugar e colocar em uma lâmina de laboratório.

Incidência de bacteriúrina assintomática

A bactéria na urina é muito comum em mulheres idosas, mas isso não significa que ela tenha uma infecção de urina e preciso tomar antibiótico.

Se o seu médico não indicou nenhum antibiótico, não tome por conta própria porque se toda vez que uma bactéria for encontrada na urina, você tomar antibiótico, o organismo vai acabar gerando uma resistência bacteriana.

Sintomas de infecção urinária

O antibiótico só é indicado quando o/a paciente sente sintomas e os principais são:O antibiótico só é indicado quando o/a paciente sente sintomas e os principais são:

  • ardência para urinar;
  • vontade frequente de urinar;
  • sensação de que a bexiga não está vazia;

Vale a pena tratar bacteriúria assintomática?

Saiba que, tratar uma bactéria na urina não diminui a chance de ter infecções urinárias verdadeiras futuras, ou seja, aquelas que apresentam sintomas.

Portanto, não entre em contato com antibióticos constantemente para não gerar uma resistência bacteriana. Isso porque esse medicamento altera o equilíbrio do nosso organismo mudando a flora intestinal, que é muito importante para a nossa defesa contra as bactérias.

Existem apenas duas exceções em que o tratamento é indicado mesmo quando o/a paciente não sente nenhum sintoma, mas tem a presença de bactéria na urina, que são as gestantes ou aqueles submetidos a procedimentos urológicos, seja para quebrar alguma pedra no rim ou fazer a cirurgia de próstata.

Entretanto, os casos precisam sempre ser avaliados por um médico especialista.

O que achou do conteúdo de hoje? Deixe seu comentário!

Compartilhe!

SOBRE O(A) AUTOR(A)
Dra. Sara Mohrbacher CRM SP 146577, possui experiência na área de Clínica Médica, no manejo de pacientes que necessitam internação hospitalar, e nefrologia. Atuando principalmente nos seguintes temas: cuidados como um todo do paciente, interligando suas múltiplas patologias.
Saiba Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 13 / 10 / 21
Descubra se é mais vantajoso para o paciente com doença renal crônica continuar com as sessões de hemodiálise ou fazer o transplante de rim.
Ler Mais
 | 06 / 10 / 21
Você já precisou fazer um exame de creatinina? Entenda para que serve esse tipo de procedimento e qual é a importância dele.
Ler Mais
1 2 3 23
Receba as novidades
Inscreva-se ao lado e fique sabendo de novos conteúdos e informações úteis.
Logotipo | Chocair Médicos
(11) 3287-1010

Direitos reservados Clínica Chocair 2021 – Desenvolvido por Surya MKT