Logo | Chocair Médicos

O que significa e quais as causas de cristais na urina? Entenda!

Atualizado em 27/07/2021
Tempo de leitura: 3 min.
A Imagem Mostra Uma Visão Microscópica De Pequenos Sais Na Urina
O Que Significa E Quais As Causas De Cristais Na Urina? Entenda! 2

A presença de cristais na urina é literalmente a constatação da formação de pedrinhas minúsculas com formações geométricas bem definidas ou amorfas, dependendo da substância que levou à aglomeração de partículas.

O que significa ter cristais na urina?

Ao realizar um exame de urina um dos resultados que podem aparecer é a presença de cristais. Pode ser identificado o oxalato de cálcio na urina, cristais de urato amorfo, ácido úrico, entre muitos outros.

A presença de cristais na urina nem sempre é um achado que traz preocupação. Isso porque é comum que esses cristais se formem de maneira natural em função daquilo que comemos, quando bebemos pouca água, se há uma variação pH e temperatura da urina, entre outras condições.

Sendo assim, ter cristais na urina significa que houve uma concentração de alguma substância em decorrência de fatores orgânicos ou externos. Nos casos em que há uma concentração muito alta, é preciso atenção porque os cristais são precursores dos cálculos renais, ou seja, favorecem a formação de pedras nos rins.

Importante apontar que a formação dos cristais podem apontar para algum desequilíbrio metabólico entre 2 grupos de substâncias: os promotores e os inibidores da cristalização.

Quais são os tipos de cristais que ocorrem na urina?

Conforme explicamos, existem diferentes tipos de cristais que podem ser identificados na urina. Isso depende bastante das características da amostra. Alguns cristais possuem alta dependência do pH urinário para sua formação.

Urina ácida

Os principais cristais dependentes da urina com pH ácido são os cristais de ácido úrico

  • ácido úrico amorfo
  • ácido úrico hidratado
  • cristais de oxalato de cálcio (porém, baixa dependência do pH).

Urina alcalina

Nas amostras de urina alcalina geralmente os fosfatos são os cristais mais encontrados: fosfato de cálcio, fosfato de amônia e magnésio (estruvita), por exemplo. Porém, existem outros tipos de cristais que se formam na urina alcalina.

Cristais urinários anormais

Alguns cristais na urina são sempre patológicos, ou seja, sempre representam alguma doença subjacente. São esses: tirosina, cistina, purina, leucina e xantina.

Existem casos, ainda, em que os cristais se formam em decorrência de infecções urinárias. como o de fosfato triplo. Assim, é importante conhecer o quadro clínico geral para definir a melhor medida.

Há também precipitação de cristais na urina secundárias à drogas, principalmente se ocorrer concomitantemente dosagem excessiva dessas drogas, desidratação, albumina baixa no sangue e  alteração do pH urinário. As mais frequentes são:

  • sulfonamidas: como sulfametoxazol e sulfadiazina;
  •  alguns antibióticos: como amoxicilina, ceftriaxona e quinolonas;
  • Orlistat;
  • Antivirais: aciclovir, Indinavir, Atazanavir
  • Triamtereno, entre outros.

Quais alimentos causam cristais na urina?

É fato que a vitamina C é fundamental para o organismo. No entanto, você sabia que o ácido ascórbico, como ela também é chamada, pode favorecer a presença de oxalato de cálcio na urina? Isso acontece por causa do consumo excessivo desse nutriente, que está presente, por exemplo, em frutas ácidas como laranja, acerola e limão.

Porém, o consumo excessivo de proteínas também pode favorecer, por outro mecanismo, a formação dos cristais. Outros alimentos que também consumimos com frequência e que podem levar a formação dos cristais são:

  • tomate;
  • feijão;
  • chocolate;
  • beterraba;
  • amendoim.

Aqueles que são ricos em sódio também podem favorecer aparecimento de cristais, por isso, é importante moderar o consumo de:

  • refrigerantes;
  • sopas instantâneas;
  • carnes embutidas;
  • fast food.

Como tratar a concentração de cristais na urina?

Nem sempre é necessário tratar os cristais na urina. Como falamos, pode muitas vezes ser encontrado em indivíduos normais, mas podem sim estar sinalizando o início de um problema ou uma doença.

De toda forma, é importante ter atenção. Existem algumas recomendações gerais para minimizar a concentração desses cristais, sendo elas:

  • beber bastante água;
  • evitar o sedentarismo;
  • reduzir o consumo de sódio.

Manter uma dieta equilibrada, sem cometer grandes excessos, ingerindo alimentos naturais e uma boa quantidade de água é indicado para todos e reduz as chances de ter essas alterações. Mas se for identificada alguma alteração na sua urina, procure um nefrologista! O nefrologista poderá avaliar melhor e indicar se há necessidade de uma avaliação mais detalhada e se há indicação de algum tratamento específico.

O que achou do post de hoje? Deixe sua opinião nos comentários abaixo!

SOBRE O(A) AUTOR(A)
Dra. Bernadete Maria Coelho Ferreira CRM SP 142013, possui experiência na área de Clínica Médica, no manejo de pacientes que necessitam internação hospitalar, e nefrologia. Atuando principalmente nos seguintes temas: cuidados como um todo do paciente, interligando suas múltiplas patologias.
Saiba Mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 | 11 / 10 / 21
Pacientes que fazem diálise devem seguir as orientações médicas sobre nutrição e dieta. Saiba quais são as recomendações!
Ler Mais
 | 29 / 09 / 21
O que você sabe sobre glomerulonefrite? Entenda o que é esse problema, confira as opções de tratamento e ainda descubra se é possível prevenir.
Ler Mais
1 2 3 21
Receba as novidades
Inscreva-se ao lado e fique sabendo de novos conteúdos e informações úteis.
Logotipo | Chocair Médicos
(11) 3287-1010

Direitos reservados Clínica Chocair 2021 – Desenvolvido por Surya MKT